Fazer compras no exterior sempre foi uma tentação para os brasileiros. Afinal, a variedade de produtos é enorme e o preço, geralmente, é bem menor do que o praticado no nosso país. Agora, com as facilidades da internet, comprar em websites de qualquer lugar do mundo está ainda mais fácil e a prática tem se tornado um bom negócio para muitas pessoas.

Se você está pensando em complementar sua renda com a revenda desses artigos, é importante ficar atento às políticas de troca de produtos importados. Existem regras definidas por cada país ou e-commerce e é bom conhecê-las para não acabar no prejuízo, com produtos que possam ter chegado com defeito ou até mesmo diferentes do que você comprou.

Confira, então, a melhor forma de se proteger em suas compras, bem como algumas políticas de troca. Boa leitura!

EBOOK

COMO IMPORTAR PRODUTOS

EM 3 PASSOS SIMPLES

Descubra, em apenas 3 passos, como importar produtos dos Estados Unidos e economizar até 80% em relação aos preços no Brasil.

ebook grátis Como importar produtos em 3 passos simples

DOWNLOAD GRATUITO

Exija seu direito de arrependimento

Assim como nas compras feitas nas lojas virtuais brasileiras, muitos sites estrangeiros (inclusive os grandes e-commerces chineses, como AliExpress, Light in the Box e Mini in the Box) garantem ao consumidor o direito de se arrepender da compra.

O melhor mesmo, porém, é evitar esse sentimento, pois diversos trâmites dificultam o processo, que já é naturalmente demorado. Para se resguardar, conheça a política e as garantias de cada vendedor sobre devolução, reembolso por atraso ou incompatibilidade na descrição do produto, entre outros.

Inscreva-se agora e descubra os segredos de como lucrar comprando no exterior!

Não deixe dúvidas

Muitos sites de compras do exterior já oferecem tradução para a língua portuguesa. Apesar de alguns termos não serem traduzidos corretamente, isso facilita muito para conhecer o material e tamanho do item, por exemplo.

Além disso, é comum que os vendedores de grandes sites tenham um canal de atendimento para esclarecer dúvidas. A tradução fica por conta do site e, mais uma vez, a linguagem pode soar um pouco estranha, mas funciona. O melhor é que eles costumam ser bastante amistosos.

Venha fazer parte do nosso grupo no Facebook e troque experiências com os colegas importadores: a união faz a força!

Prefira empresas com representação no Brasil

De acordo com o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC), se a pessoa comprar um produto no exterior que tenha fabricante no Brasil, como um eletrônico, essa empresa deve assumir todas as responsabilidades e obrigações com o cliente brasileiro.

A regra vale, inclusive, para produtos adquiridos em outro país que não sejam fabricados ou vendidos por aqui. Nesse caso, se o artigo apresentar defeito, o fornecedor deve prestar assistência a ele, mesmo que isso signifique enviar o item para reparo fora do país.

Compre online em lojas dos Estados Unidos e receba em sua casa.

Para evitar problemas e a indesejada troca de produtos importados, é essencial manter a mesma postura em qualquer compra virtual, seja em sites brasileiros, seja em lojas estrangeiras: preste atenção a todos os detalhes do produto (cor, tabela de tamanhos, materiais e afins), preço, parcelamento, valor de frete, prazo de entrega, entre outros. Procure, ainda, sempre pelos termos e políticas da loja antes de fechar o negócio.

E para assegurar ainda mais seu processo de importação, experimente fazer as compras diretamente nos sites dos Estados Unidos e receber em casa, com o intermédio de uma equipe séria e responsável, a QueriaTanto.com. Para manter-se sempre informado sobre o assunto, assine nossa newletter.